Tags

, ,

Vou contar para vocês um causo que presenciei agora a pouco.

Eu estava entrando numa agência bancária quando na minha frente ao passar pela porta giratória e detectora de metais encontrava-se um certo político.

Ele que outrora foi acusado e investigado sobre desvio de verbas públicas. E como nossa imprensa nos ajuda a perder a memória, nem sei ao certo se ele foi ou não condenado. Mas isso nem vem ao caso neste momento.

Ocorre que este político havia deixado o celular na caixa coletora e nada da porta lhe deixar passar. Então ele retirou as chaves do bolso e também colocou na caixa. E nada da porta permitir sua entrada. Fez um sorriso de quem não estava entendendo e disse: “Ah, deve ser o relógio!” O colocou na caixa e então a porta permitiu sua entrada na agência.

Fiquei a pensar com os meus botões: “Será que essas portas estão detectando algo além de metais?”

Anúncios