Tags

, , , , ,

Quem acompanha o blog sabe que eu penso que o campeonato brasileiro deveria ser disputado de outra forma (veja aqui).

Mas enquanto é disputado nesta fórmula e modelo como está a representatividade dos estados nas divisões do campeonato brasileiro?

Dados de 2009, da própria CBF apontavam que no Brasil existiam 783 clubes profissionais de futebol. Porém, apenas 100 clubes (12,8%) participam das série A, B, C e D do campeonato nacional.

No gráfico abaixo pode-se observar a representatividade de cada estado brasileiro no futebol nacional:

São Paulo é o estado que possui a maior representatividade. São 16 times no total, divididos da seguinte forma: 6 na série A, 5 na B, 2 na C e 3 na D. Logo após vem o Rio de Janeiro com 9 clubes (4 na A, 3 na C e 2 na D), Minas Gerais com 8 times (2 na A, 3 na B, 1 na C e 2 na D) e Santa Catarina com 7 clubes (1 na A, 3 na B, 1 na C e 2 na D).

Os estados do Rio Grande do Sul e de Pernambuco até possuem mais times na série A do que o estado catarinense. Porém no total ambos possuem 6 clubes nas quatro divisões nacionais.

Curioso é saber que mesmo Santa Catarina sendo uma força (considerando a representatividade) no cenário do futebol nacional a imprensa nacional e até mesmo a local não dão o devido reconhecimento a tal fato.

Dos 27 estados brasileiros 11 deles possuem apenas um representante no campeonato brasileiro e todos na série D. São os estados do Acre, Amazonas, Amapá, Espírito Santo, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Piauí, Rondônia, Roraima, Sergipe e Tocantins.

E em Manaus está sendo construído um dos estádios para a Copa. Para que mesmo vai ser utilizado o estádio depois do torneio mundial?

O futebol brasileiro está em crise e entregue aos empresários. Se não houver um repensar do futebol nacional o brasileiro, em alguns anos, terá que escolher outro esporte como “mania nacional”.

Anúncios